ShareThis

segunda-feira, 16 de março de 2009

Modo Versus: Inri Cristo Vs. Suri Cruise

E mais uma seção surge para encher de ação as páginas de nosso Blog: é o Modo Versus. Aqui, nossos convidados se gladiarão em busca de fama, honra, riqueza e o último pedaço de batata frita (lógico que não ganharão nada disso, somos pão duros). Teremos várias disputas que determinarão o vencedor, quem ganhar mais ganha, ou seja, quem vencer vence.
Hoje, os nossos convidados para o duelo são considerados Messias por muitos, são aclamados e até louvados. São eles: Inri Cristo e Suri Cruise, mais conhecida como filha do Tom Cruise.

Inri Cristo se auto proclama Jesus reencarnado. Um personagem polêmico, com o ato Libertário de 28 de fevereiro de 1982 criou a SOUST (Suprema Ordem Universal da Santissíma Trindade). Em 24/09/1983, foi ao Vaticano e ganhou dela em um duelo de moral (muito fácil hoje em dia), segue um trecho de sua fala:

"Mas, ai de ti, Roma! Quando te acordares será tarde, tarde demais: te verás transformada em ruína. O teu orgulho se transformará em gemido de dor; tua ostentação e pedantismo, em miséria e fome. Tuas estátuas enganadoras cairão em pedaços sobre ti e sobre teus filhos, que são herdeiros de tua luxúria, de teus crimes e de teus pecados."

Seu site é http://www.inricristo.org.br/. O melhor são os clipes de música (versão mística) em sua homenagem, confira:




Suri Cruise ganhou fama graças ao pai. É considerada por muitos a Messias da Cientologia, principalmente porque seu pai é o maior representante/seguidor/trouxa/contribuinte da Cientologia. Porém Susi possui apenas 2 anos de idade (quase 3).

Para quem não conhece a Cientologia, ela foi fundada por Ron Hubbard em 1952, Ron é considerado um dos maiores enganadores da história pelo próprio filho. A única ligação da cientologia com a ciência é que Hubbard era um um escritor de ficção científica.
Leia o mito da criação (tirado da Wikipedia) e tire suas próprias conclusões.

"Segundo a Cientologia há 75 milhões de anos, vários planetas se reuniram numa "confederação das galáxias", governada por um líder do mal chamado Xenu. Como os planetas estavam com problemas de superpopulação, Xenu mandou bilhões de seus habitantes para Terra, onde foram mortos com bombas de hidrogênio. Seus espíritos - chamados de "thetans" - são os seres humanos."

Agora, começa finalmente a disputa:

Dinheiros:

A herdeira de Tom Cruise humilha Inri e pode comprar toda honra que lhe restar. Para constar, a fortuna de Tom quando se separou em 2001 era estimada em 250 milhões.

Inteligência:

Inri ganha porque já saiu das fraldas (ou não) e por ter escrito 43 parábolas.

Fama:

Inri com certeza é mais famoso no Brasil, contudo Suri é considerada a criança mais famosa de Hollywood, mais até que Shiloh Jolie-Pitt (a filha natural) e os outros filhos seqüestrados da África pelo mesmo casal. Então, ela ganha num contexto internacional.

Porrada:

Normalmente, Inri ganharia mandando o povo do Egito apedrejá-la, mas ele diz que o Senhor (que ele considera ser ele próprio) não faz mais essas coisa e vai embora. Enquanto isso, Suri começa a chorar. Empate.

Sex Appeal:

Embora alguns lunáticos achem a aparência de Inri atraente, Suri ganha por causa de uma teoria desenvolvida na famosa Universidade de Vila Velha. Essa teoria afirma que todo homem é pedófilo - essa teoria será discutida posteriormente em outro post. De qualquer jeito, ela não é uma gracinha?

Inri 1 X 3 Suri

Vencedor(a): Suri Cruise, parabéns e bons processos dianéticos para Suri e seus seguidores, cuide bem de seu thethan.

Não somos pedófilos e não gostamos deles (assim como não gostamos de quase toda população).

Continue lendo >>

sexta-feira, 13 de março de 2009

O Sagüi fala e você Escuta: Entrevista com Tinhoso

No sagüi fala e você escuta de hoje temos um convidado ilustre. Hoje, em vez do meu típico ataque de histeria mal escrita, mal pensada e de má índole, escrita por um mal amado para vocês, mal comidos, teremos uma entrevista exclusiva com Ele, o Senhor da maldade, o Coisa Ruim.

__________________________________

Sagüi: Tchau, é terrível não ter o senhor aqui, e a conversa já está acabando.

Coisa Ruim: Mas a entrevista nem começou!

Sagüi: O senhor é mal e gosta de coisas más, então mal é bom pra você, portanto tudo pra você é o contrário.

Coisa Ruim: Você está pensando no Bizarro, eu não sou vilão do Superman.

Sagüi: A sim, sim, eu acho que entendi (não havia entendido, mas resolvi não antagonizá-lo... ainda)

(aparentemente não é uma imagem de Satã)

Sagüi: Primeiramente gostaria de agradecer o senhor,ãnh... como devo chamar a vossa malvadeza?

Coisa Ruim: Pode me chamar do que você quiser, um dia vai me chamar de mestre mesmo.

Sagüi: Ah, então o senhor realmente tem um dedo no RPG! Que sistema o senhor joga?

(silêncio, ele solta um suspiro e me da um olhar de pena, que nem aquele que metade das garotas que conheço me dão; o olhar da outra metade delas é de desdém. Coincidentemente -ou não-, ele me olha com desdém logo depois. Nota mental: “ele” possivelmente é “ela”)

Sagüi: Alguma mensagem para nossos fãs?

Coisa Ruim: Sim, a alma de vocês será minha, e a sua também, Marcos.

Sagüi: È Sagüi.

Coisa Ruim: Claro que é... Marcos.

Sagüi: Pronunciou errado de novo, mas não tem problema não.

Muito bom, então seu Capeta, antes das perguntas eu gostaria de falar como eu aprecio seu trabalho, o Rock, filmes de ação, palavrões, sexo... tudo graças ao senhor. Eu acho que falo por todos quando digo: Obrigado.

Coisa Ruim: Vai achando! Você acha que toca rock no inferno? Nada disso! É só axé e o melhor do furacão 2012. Filmes de ação foram vocês. Não criei o sexo, foi Ele, mas a abstinência também foi Ele. Palavrões, Ele de novo. Iria se surpreender em quão gráfica eram algumas descrições na bíblia originalmente. O Gênesis parecia a seção de cartas da playboy.

Sagüi: Filmes de ação fomos nós! Que massa! O que mais nós fizemos sem um de vocês?

Coisa Ruim: A raça humana também criou Nero, que com minha ajuda criou a dança da manivela.

Sagüi: Não se pode acertar todas, mas continuando... Dr. Demônio, eu tenho de fontes confiáveis (tiro um bíblia de minha mochila e ponho no colo) e de fontes bem mais confiáveis (viro a tela do meu PC para o Tinhoso mostrando a tela do Wikipédia sobre ele) evidências que o senhor criou o rock, isso é verdade?

Coisa Ruim: Porque tem uma página do site do canal E! aberto aí?

Sagüi: O senhor esta divagando (disse eu rapidamente diminuindo minha pesquisa sobre os atuais relacionamentos de Hugh Jackman)

Coisa Ruim: Agora está mostrando apenas uma foto de Christian Bale seminu fazendo um joinha Denadai.

(Wallpaper do Sagüi)

Sagüi: Porque evita a resposta? (disse eu enfaticamente enquanto virava o PC para mim a fim de evitar distrações)

Coisa Ruim: Bem, eu não exatamente criei o rock, foi Deus, mas foi sem querer. Até parece que aquele Senhor bonzinho (diz ele tirando a bíblia que eu trouxe comigo e folheando com um olhar entediado) ia criar algo realmente interessante. Eu criei o heavy metal, mas é porque na época a maioria das pessoas odiava, todavia eu cometi um leve erro de cálculo. Na época, a música podia ser de qualidade que as pessoas reclamavam por ser novo. Infelizmente eu não retirei a qualidade na hora que eu criei o metal e agora as pessoas gostam. Porém, eu aprendi com o meu erro e voltei melhor, de uma só vez trouxe a macarena, o axé, e depois de muito estudo e esforço consegui criar o funk.

Sagüi: Realmente, obras monstruosas. Mas muitos roqueiros dizem ter relação com o senhor, como você explica isso?

Coisa Ruim: Marketing, nenhum desses manés já me viu. Eu sou chegado de Ivete, por exemplo. Eu tenho me mantido longe da música, quem tem feito estrago mesmo são vocês, e não eu. Eu gosto mesmo é do ramo de avanços tecnológicos. Billy Gates foi um dos que eu ajudei. De vez em quando ele faz uma oferenda (disse ele abrindo a bíblia pra mim e transformando suas páginas em páginas do Windows Vista e Millennium, as quais rapidamente se transformaram na pagina azul de erro, para meu terror e para a surpresa e indignação do próprio Belzebu). Mas quê!? Esse Gates é realmente cruel, acho que vou botar ele tomando conta do quarto círculo.

Sagüi: Realmente, mas continuando em vossa malvadeza, o que mais o senhor criou que foi ignorado pela história?

Coisa Ruim: Eu entediei os cientistas ingleses, então toda descoberta ridícula deles é minha culpa. Aconselhei Dee Dee Ramone a ir pro Hip Hop, fiz o Johnny Depp parecer com outros atores toda vez que Tim Burton o vê, que acha que está mudando de ator sempre. Ah! E criei o reality show.

(Soquei seu rosto vermelho rubro com uma fúria incontrolável)

Sagüi: Desculpe-me, mas o negócio do reality show foi pesado.

Coisa Ruim: Tudo bem, todos respondem assim... eu também trouxe à tona os Jonas Brothers.

(Chutes e socos com uma força que não sabia que tinha só param depois que meus punhos cedem)

Sagüi: Não vou me desculpar dessa vez!

Coisa Ruim: Tudo bem, eu realmente fui um pouco exagerado com esse último.

(disse ele com um tom que beira ao arrependimento)

Sagüi: E quanto a Hannah Montana?

Coisa Ruim: Não fui eu, eu sou ruim, mas tenho meus limites. Mas a carreira do AL Pacino de uns anos pra cá fui eu sim.

Sagüi: Bom saber, mas, Sr. Baal, eu vou perguntar a pergunta que o povo todo quer saber: E o apocalipse?

(risos, enxofre e a dança da manivela tocando ao fundo)

Coisa Ruim: É verdade, eu e Javé estamos atrasados.

Sagüi: É só isso que vossa escrotozidade vai falar? O povo esperou, pecou o que podia e o que não podia, e aqui estamos, quase dez anos de atraso e denúncias de desvio de almas para todo o lado. (digo eu, desabotoando a parte de cima da minha camisa em uma tentativa de intimidação)

(mais risos, o dobro de enxofre, dança da tartaruga remixada com a dança do gorila)

Coisa Ruim: E isso deveria me impressionar? Não me impressiona, e certamente não impressiona ela.

Sagüi: Ela quem?

Coisa Ruim: Você sabe muito bem quem, aquela garota que você sempre pede pra dar uma conferida no blog pra que ela te ache engraçado ao invés do sociopata, esquizofrênico, e inútil que é.

Sagüi: Sabe, você estava mais legal no começo, com aquele papo de que minha alma vai passar a eternidade sofrendo. Você está bravo só porque é um bundão que perdeu pra Miguel na porrada, e todo mundo viu a briga! (disse eu, mal olhando em seu rosto enquanto pulava de site em site em busca de um com o tipo de pornografia que eu gosto)

Coisa Ruim: www.satanslavebackside.com, é o único site que você vai achar japonesas zoófilas siamesas amputadas grávidas, sendo que uma delas é um homem. O site só aceita Evilmastercard, mas você pode me dar a sua alma agora e ter acesso ilimitado até o fim dos tempos. (diz ele com uma cara meio enojada em relação aos meus gostos)

(Eu penso na proposta)

Coisa Ruim: Sabe, você já está condenado mesmo. Eu não acho que Ele irá te deixar entrar depois destes pensamentos, eu nem sei se eu vou te deixar entrar.

(aceitei a proposta)

Sagüi: Foi mal por aquele negocio sobre Miguel, foi um pouco pesado da minha parte (disse eu removendo minhas calças clicando tão rápido que o computador mal acompanhava)

Coisa Ruim: Esquece, eu gosto do seu estilo... lembra a mim, mas eu apreciaria se você botasse as calças.

(continuei a removê-las)

Coisa Ruim: Sério

(cuecas seguiram as calças)

Coisa Ruim: Eu te devolvo a sua alma e você mantém o site se você subir as suas calças!

(passei óleo nas mãos me preparando)

Coisa Ruim: Tá bom! O que mais você quer para parar com isso? (disse ele com um tom que beirava ao desespero)

Sagüi: Um filme do quarteto fantástico que seja legal, ser o melhor amigo do Batman, outro Oscar pro Heath Ledger e o fim da cientologia.

Coisa Ruim: O primeiro vai ser difícil, mas se você esperar uns dez anos eu arrumo. O Batman não existe de verdade, eu consegui um Oscar pra Cher, outro pra ele vai ser moleza, e não posso acabar com a cientologia, é minha maior fonte de renda.

Sagüi: Então me dá um filme bom, outro Oscar e faz o Christian Bale enlouquecer e começar a lutar contra o crime fantasiado que eu aceito.

Coisa Ruim: Os primeiros eu arrumo fácil e o ultimo ele mesmo já fez, agora põe a droga das calças!

(levantei minhas calças, o cheiro de maconha e o novo Hit do Chris Brown “Rihanna” estão completando o ambiente)

(Com minhas calças de volta ele recomeça a falar)

Coisa Ruim: Acha que essa entrevista vai impressionar ela? Vai só piorar a sua situação e abrir caminho para Barry!

Sagüi: Não sei do que está falando... (não sabia mesmo, talvez uma das outras personalidades saiba)

Coisa Ruim: Claro que sabe, mas se você quer se fazer de desentendido e dançar essa dança com ela até que Barry use sua riqueza, sua boa vida e seu curso não patético (aponta pra minha camisa que diz”faço Letras inglês e não dou o cu” e ri, provavelmente da piada/aviso na minha camisa) pra te passar a perna, sinta-se à vontade.

Sagüi: Você está divagando, Satã (disse eu, sem entender. Nota Mental: Preciso prestar mais atenção no que as outras personalidades fazem), cadê a resposta sobre o apocalipse?

Coisa Ruim: Foi burrice minha achar que ia conseguir conversar com você normalmente. Ei, ei, ei,! Lembra do nosso acordo sobre as calças?! O apocalipse vai, sim, ocorrer, foi marcado pra dia 21 de dezembro de 2012, vocês que se apressaram.

Sagüi: Que bom, mal podemos esperar. Então, Jennifer, eu tenho um jogo pra gente jogar aqui.

Coisa Ruim: Jennifer?

Sagüi: Não disse que eu podia te chamar do que eu quisesse?

Coisa Ruim: Vamos acabar logo com isso.

(disse ele com certa impaciência, o cheiro de pinho sol e o melhor de Jay-Z atacam meus sentidos)

Sagüi: Eu digo uma pessoa e você me diz se foi pro céu ou pro inferno.

Coisa Ruim: Tudo bem.

Sagüi: Batman!

Coisa Ruim: Já disse que ele não existe!

Sagüi: Jean Reno!

Coisa Ruim: Ainda está vivo

Sagüi: Eu!

Coisa Ruim: Novamente, ainda está vivo, mas eu estou pensando se vou aceitar você lá.

Sagüi: Gandhi!

Coisa Ruim: Céu

Sagüi: Mas ele não era cristão!

Coisa Ruim: E daí? Essa é a religião errada mesmo.

Sagüi: Joseph Smith

Coisa Ruim: Inferno

Sagüi: Por quê?

Coisa Ruim: Embolsou as placas de ouro que “desapareceram”.

Sagüi: Bóris Yeltsin!

Coisa Ruim: Céu, uma pena, ele sabia festejar.

Sagüi: Rasputin!

Coisa Ruim: Vivo, ainda comanda a Rússia, mas raspou a barba e agora é só Putin.

Sagüi: Buddy Holly!

Coisa Ruim: Céu por um tempo e depois caiu (risos)

Sagüi: Tupac!

Coisa Ruim: Não sei, não o vi pelo além.

Sagüi: Muito bom. (o melhor de Paris Hilton toca a todo volume) Agora, para acabar, o senhor tem alguma mensagem para o movimento cultural splatter?

Coisa Ruim: Continuem o bom trabalho e a gente não se vê no arrebatamento.

E Sagüi!

Sagüi: Sim.

Coisa Ruim: Arrume ajuda rápido.

Sagüi: Claro!

(não escutei o que ele disse, ele desapareceu e eu voltei minhas atenções para o PC, o cheiro se foi e nada além do melhor do The Who está tocando, as calças sumiram, está sendo um bom dia)

_________________________________________

Hoje tivemos um papo bem animado com um convidado tudo de “bom”, o que nos leva ao nosso convidado no próximo show: é Ele mesmo! Deus estará aqui esbanjando alegria e pragas! Não perca o próximo O Sagüi Fala e você escuta!

Obs: A foto do Christian Bale é a segunda na pesquisa sobre ele no Google, e eu escrevi o texto antes de procurar a imagem. Aparentemente, não sou só eu que procuro por fotos do Batman fazendo joinha sem camisa.

Se você quiser fazer uma entrevista com Satã, procure o terreiro em São Pedro que mais for de seu apreço, dance “4 minutes to save the world” a meia noite e ele aparecerá, nudez opcional.


Continue lendo >>

segunda-feira, 9 de março de 2009

CineTrash Review: Hologram Man (1995)

Um cinetrash é feito a cada século, uma sessão quase-espiritual dedicada apenas para desfrutar as maravilhas da sétima arte, que são péssimas hoje em dia e foram péssimos quando lançadas também, mas que você precisa ver. É uma daquelas tardes (ou noites) acompanhadas com um gostinho de eutanásia ou de álcool (muito difícil notar a diferença).
Para aqueles que sempre sonharam em fazer seu próprio ritual de cinetrash, mas a falta de conhecimento ou a própria preguiça impediu, resolvemos lançar o review dos melhores hits dos cinetrashs.

Hologram Man é um clássico do gênero trash e se encaixa perfeitamente nos pré-requisitos de um filme do cinetrash. É um filme considerado para maiores de 16 pela quantidade de violência e sexo.




Na verdade, a animação 3D era até considerada boa para época, mas por inúmeros motivos que iremos citar, isso não ajudou em nada o filme. Para começar, eis a tradução do nome do filme em português: Condição de Alerta. Até mesmo um homo inabilis sapiens percebe que a tradução é, no mínimo, uma bosta.
Muito importante também é o "bom" roteiro:

O terrorista Norman Galagher é condenado à prisão, porém na prisão futurista do filme os prisioneiros são mantidos em estado de holograma. Então, acontece um acidente e Norman consegue escapar, só que como holograma (!). O policial novato Kurt Decoda (que parece Jesus) fica encarregado de capturar Norman e ele acaba tendo que se transformar em um holograma para prender Norman.

Uma desculpa usada para evitar o uso de 3D a todo momento foi o uso de uma capa de polímeros para simular a pele humana; claro que é totalmente absurdo fisicamente cobrir um holograma com qualquer material (como se qualquer coisa nesse filme fizesse muito sentido). Pior ainda, o mesmo spray que é usado para reproduzir a pele no holograma é usado também sobre os olhos do holograma em uma cena, e eles simplesmente aparecem!!!
Sobre o 3D, qualquer uso de 3D excessivo em um filme da década de 90 ou 80 significa a desgraça. Basta lembrar de Mortal Kombat Annihilation para saber que é verdade.
Uma da característica mais marcante do filme é o uso de cenas de sexo gratuitos. Na verdade, essa é uma das primeiras cenas do filme, totalmente sem sentido ou propósito.
Uma teoria desenvolvida pelo Movimento Cultural splatter em conjunto com renomados ciêntistas ingleses diz que, normalmente, quanto maior a quantidade de sexo explícito e sem sentido, pior a qualidade do filme (salvo os pôrnos, pois qualidade nestes tem outro sentido). Isto pode ser verificado em vários filmes, muitos dos quais revisaremos aqui, nesta nova sessão. Essa teoria explica porque Matrix Reloaded é considerado pior que o primeiro.
Hologram Man leva isto a sério, a "melhor" cena do filme, por exemplo, é a cena de sexo do personagem principal, perto do final do filme, mas com um plus: ele está na forma de um holograma!

Obviamente, não preciso comentar a péssima atuação ou a terrível edição de cena. Por fim, fiquem com o trailer e bom filme... ou não:


Qualquer coisa tente o site:

Continue lendo >>

  ©Movimento Cultural Splatter - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo