ShareThis

terça-feira, 30 de junho de 2009

MAIS UMA PÉROLA DA IGREJA INTERNACIONAL

Bom, há tempos que não escrevo um amatéria minha no blog e toda vez que eu decido eu me deparo com um blog onde a zuada é muito mais forte que a nossa, o blog da igreja internacional.


Depois do ex-naruteiro, aqui vai mais uma:

Tenho recebido muitas reclamações e relatos à respeito de jovens que tiveram problemas com os vídeo gueimes, que são jogos eletrônicos (uma espécie de vídeo k7 ou DVD), que quando ligado na televisão, permite interagir com os bonecos lá exibidos.

dumLembro-me que no início da década de 90 um adolescente de nossa Igreja me relatou que ganhou um vídeo gueime Gênesis na rifa; Ele na época morava com a avó, que era cega; Ligou o vídeo gueime em sua televisão, mesmo contra a vontade de seu avô, que acreditava que aquilo poderia estragar o aparelho televisor CCE©. No momento em que ligara o cartucho a televisão proferiu uma zombaria contra a senhora, com um melodioso: “Ceeeeegaaaa!”.

Além do desconforto, aquilo abalou sua relação com a família. Sua avó, que sofria de catarata, ficou sentida, pensou que fosse chacota de seu neto, que nada tinha a ver com aquilo. Sua única culpa foi ter deixado aquele aparelho japonês adentrar em seu lar.
Na ocasião eu não sabia do que se tratava aquilo e o aconselhei à vender o aparelho. Depois foram surgindo diversos casos relacionados à jogatina eletrônica. Isso tudo começou na década de 80, e, infelizmente, hoje está muito mais difundido.

Outro caso interessante foi há alguns anos, um pai disse que seu filho estava a usar bastante o computador e que ele estava muito contente, pois hoje há muitos trabalhos na área de informática. Lhe parabenizei e desejei sorte ao seu rapaz. Uma semana depois o mesmo pai veio à mim novamente, desta vez com lágrimas nos olhos, pois descobriu que seu filho passava horas à fio no computador, mas não era estudando. Todo tempo era dedicado ao jogo ‘DUM’, um jogo cheio de referências satânicas, com demônios, lava, fogo, morte e destruição. Fora isso ele passou à acessar o site pornográfico youtube®. O mesmo site que contém o vídeo pornográfico da cantora Daniele Cicareli.


Lembro-me quando lançaram o vídeo da cantora Daniele Cicareli fazendo sexo no youtube. O desembargador Ênio Julião prontamente bloqueou o acesso ao site em todo território nacional. Um ato de fibra, pois foi coisa que nem o imperador Norte Coreano, Kim Jung-Il, conhecido por sua dureza, teve coragem de fazer. Nem mesmo na China, ou no Irã de Mahmoud Ahmadinejad, onde há sérias restrições na internet. A justiça no Brasil foi pioneira, mostrou severidade contra a imoralidade e o paganismo. Graças à Deus.

Do nosso governo não podemos reclamar, pois vários jogos violentos e não cristãos foram proibidos. Counter-Strike, jogo de guerrilha. Dum, jogo de umbanda, Carmagedon (Carro + Armagedon). Todos estes tiveram suas vendas proibidas no país.

É por isso que digo que há de se fiscalizar mais os jogos que adentram no lar brasileiro. Ao invés de classificar por idade (coisa que não adianta), temos que restringir aqueles que não são adequados aos cristãos. Quero inclusive propor uma lei para classificar os jogos quanto à cristandade, com um selo na capa: “Jogo Cristão” ou “Jogo não Cristão”.

Agora vou falar um pouco sobre cada aparelho de jogo (Sim, infelizmente existem vários):

X-Box 360

xbox

- Feito pela empresa Microsoft, a mesma do Windows, é voltado para o público adolescente. Seu forte são jogos de tiro, em que, com um realismo incrível, é mostrado sangue, ferimentos, guerra, dor e o ódio. Tem uma trava que só permite um certo tempo de uso. Depois que a trava (3RL) é acionada, é necessário adquirir outro aparelho, dando assim mais lucro à empresa.

Principais Jogos:

- Halo: Jogo de vários jogadores em que se mata e é morto, após a morte há a reencarnação(respawn), uma perfeita depurtação da bíblia e da palavra de Deus.

- GTA IV: Na pele de um bandido imigrante nos Estados Unidos você tem como objetivo atropelar, estuprar, matar à tiros pedestres e desrespeitar toda as leis de trânsito vigentes naquele país.

- Gears of Wars: O planeta é invadido por uma raça mutante (locust), que vive no centro da terra. No controle de um halterofilista você atira, serra, mata, pisoteia os inimigos. Jogo extremamente violento e cheio de sangue.

Playstation 3

ps3
- Vídeo Gueime japonês, de marca Sony. Voltado para o público adolescente e adulto. Ao contrário do Xbox que oferece jogos por 10 reais, um disco do playstation pode chegar a custar até 200, desta forma limitando seu uso à classe alta.

Principais Jogos:

- Metal Gear Solid 4: Cobra, um policial aposentado, vai ao Iraque para vingar a morte de seu irmão. Lá enfrenta uma horda de robôs e seu arquiinimigo, Revólver Ocerote. Uma bobagem, história japonesa fantasiosa e cheia de clichês.

- Grand Turismo: Um jogo de corridas onde as regras criados por Deus são desrespeitadas, pois não há gravidade e o impacto dos carros não surte efeito. O objetivo é humilhar os espectadores exibindo carros que eles nunca possuirão na vida, trazendo somente a ambição e a discórdia.

- God of War: Jogo com temática grega e umbandista. Há vários ‘deuses’, incluindo o ‘deus’ da guerra. Jogo de ação, o personagem é uma entidade do espiritismo e mata-se “seres mitológicos”.

Nintendo Wii

wii
- Também japonês, é voltado ao público infanto-juvenil de 4 à 12 anos e também para mulheres e idosos. Seu controle fálico é uma afronta à moralidade e aos bons costumes, o seu formato de órgão masculino é evidente e o jogador para controlá-lo, tem que chacoalhá-lo, numa clara referência à masturbação.

Principais Jogos:

Mario: Um encanador italiano se apaixona por uma cortesã da realeza do Reino dos Cogumelos (alucinógenos), porém ele nunca consegue concretizar seu amor, pois esta cortesão é seqüestrada por um demônio que tomou forma de lagarto (Browser).

Zelda: Jogo pagão, feito por japoneses não-cristãos. Você entra no papel de um menino elfo, que invade a casa alheia e quebra tudo: jarros, potes, garrafas e vasos. Os moradores das casinhas virtuais ficam perplexos e sem reação, enquanto o jovem faz a pilhagem.

Pokémon: Monstrinhos de Bolso. Um caçador captura animais e os aprisiona dentro de uma bola minúscula, e só os liberas para participar de rinhas, organizadas em campeonatos. Os bichos tem como único objetivo lutar em batalhas até a morte. Violência desnecessária e prega o maltrato contra os animais.

Zeebo

zibo

- Este parece ser um dos únicos vídeo-jogos que se salvam. Ao contrário dos outros, tem jogos em português, é de empresa brasileira e tem jogos construtivos que divertem e ensinam. Há alguns jogos violentos, mas não são todos. Os gráficos e sonoridade são bastante superiores aos outros vídeo gueimes listados acima, pois tem um hardware poderoso, arrojado e dinâmico.

Bom, quero encerrar o artigo desejando aos jovens muita cautela ao adquirir estes aparelhos. O ideal é passar longe deles e dedicar-se às coisas pertinentes ao Senhor. A jogatina é um vício, e como todo vício, é altamente prejudicial. O nosso tempo na terra é limitado e não devemos gastá-lo com passatempos que não nos edificam. Espero que reflitam.

A paz.

Pastor Silas Adoniran

fonte:http://igrejainternacional.wordpress.com/2009/06/29/os-males-dos-video-gueimes/

___________________________________________


Por favor, alguém pode me dizer se esse blog é verdadeiro??? Se for fake vou fazer uma estátua desse cara na minha casa.

Continue lendo >>

quinta-feira, 18 de junho de 2009

Festival de Alegre

Semana passada ocorreu mais um festival de Alegre, evento que não teve sua edição ano passado, voltou esse ano mais lek do que nunca. O evento esse ano misturou Asa de Águia e NX Zero no mesmo dia, Chimarruts e Sorriso Marroto. Convidamos então MC Profeta para nos contar do festival:

-Splatter: Prazer Profeta, conte um pouco sobre o festival.
-MC Profeta: Po, tipo, o festival foi irado.
-Splatter: Então, quais foram os pontos negativos e positivos do evento?
-MC Profeta: Teve muito roubo, alguma violência, muita gente, algum vandalismo nas casas alugadas e nas ruas, música de qualidade questionável e (interrompido)
-Splatter: Mas quais são os pontos positivos?
-MC Profeta: Que me ajudou a provar a minha teoria.
-Splatter: Quer dizer que o festival é um sinal dos fim dos tempos?
-MC Profeta: Isso ae. Desde o fim do vital, pensei que minha teoria estava errada. Só que vi que, tipo, surgiu a stronda music, o funk gospel e música emo, então minha teoria do fim do mundo está certa, com mais essa volta do festival de Alegre. Mas a cartada final foi um detalhe que só agora que começou a espalhar.
-Splatter: Mas que detalhe poderia ser esse?
-MC Profeta: A prova definitiva que satã existe e está vindo, uma coisa que nem lúcifer gosta de falar sobre e sente vergonha. Estou falando da cria amaldiçoada da música: o FunkEmo.

Mais sobre o FunkEmo em post futuro.

Continue lendo >>

terça-feira, 16 de junho de 2009

EX NARUTEIRO RECUPERADO

Pensamos em escrever um texto a respeito, mas leiam e tirem suas proprias conclusões:


Extraído de: http://igrejainternacional.wordpress.com/2009/06/08/ex-naruteiro-recuperado/

Ex-Naruteiro recuperado

Sempre fui apegado à Deus, ia aos cultos todos os dias, não perdia um encontro de jovens, estava sempre em sintonia com Ele, nosso Senhor Jesus Cristo. Chegava da escola na hora do almoço e ligava o meu televisor, sem saber que fazendo isso, deixava uma brecha para o demônio adentrar meu lar. Um simples desenho animado se tornou o meu maior tormento.

Começou por acaso, liguei no SBT e estava passando um desenho muito colorido, feito pra atrair os jovens e levianos. Em pouco tempo não só me viciei no anime mas também passei a baixar todos os episódios pela internet. Estes desenhos são feitos por japoneses não-cristãos. Lançam mais de 500 capítulos para prender as crianças na frente do televisor e ganhar suas almas. São conhecidos como fillers no meio.

Nesta época perdi o interesse em ir à Igreja e me envolvi com uma galera da pesada, os otakus. Meu vocabulário se resumia à palavras japonesas, como ‘kwai’, ‘tadaimas’ e outras idiotices. No início meu pai ficou feliz, pois achou que eu estava falando línguas (O dialeto do Espírito Santo). Ele só foi perceber que eu havia me distanciado no dia de um evento de anime, o AnimeGO.

Meus amigos me convidaram e disseram que tinha que fazer ‘cosplay’, se vestir como os personagens dos desenhos. Ia saindo vestido de Sasuke, e ao passar por meu pai, ele ficou perplexo. De início ele não entendeu, pensou que eu havia me tornado homossexual, mas não, havia me tornado uma coisa muito pior, um otaku.

“- O que significa isso meu filho? Você não vai sair com estas roupas de mulher, vai?”

Quando escutei isso senti raiva, e achei meu pai um ignorante, e até pensei em escrever seu nome na minha Death Note, contrariando o quinto mandamento. Saí de casa mesmo assim.

ichigoAo chegar no evento nossa galera se deparou com uma turma rival, os caras do Bleach. Logo na entrada, talvez sob efeito de drogas, começaram as provocações. Ficamos calmos, mas quando disseram que Bleach era melhor que Naruto perdemos a cabeça e partimos pra cima deles. Pra nosso azar o Ichigo tinha um facão de verdade, uma zangetsu da tramontina muito bem amolada. Esse Ichigo, gritando Bankai, desferiu vários golpes em mim e nos meus colegas. O evento virou um banho de sangue, tive um corte no braço e meu amigo Olemário teve um dedo decepado.

A polícia foi acionada e os que estavam em condição sairam correndo, outros ficaram no chão, cheguei em casa todo cortado, meus pais ao verem aquilo choraram muito e oraram pra que o diabo saísse do meu corpo. Mas eu só queria mais e mais, comecei a baixar mais animes e a ler mangás, que são lidos de trás pra frente, simbolizando o retrocesso da alma.

Perdi totalmente os valores cristãos, até cogitei me mudar para o Japão. Passava horas na internet vendo pornografia japonesa, os hentai e jogando jogos de estupro, ‘Rapelay’.

Um dia saí de casa pra jogar Magic e fumar maconha com os amigos. Coloquei a minha bandana kunai na cabeça e fui pegar o ônibus para o cemitério municipal, onde organizavamos os rounds.

magic

Cheguei lá e começamos a jogatina. Magic é como um truco do diabo, são usadas cartas com temáticas umbandistas, e símbolos pagãos. O Olemário jogou uma carta muito forte, cheia de mana. Aí tive que usar meu trunfo, o Scion of Darkness. Quando joguei a carta na tumba ela estremeceu, senti um vento frio que me gelou a espinha. Nós tinhamos evocado uma entidade de umbanda sem saber. Olhei pra trás e vi um sujeito de terno branco, camisa listrada, chapéu panamá social branco, sapato mocacin branco e cordão de ouro. Era ele mesmo, o Zé Pelintra.

Como eu era ligado em anime e magic, conhecia todos as entidades do umbanda de cor. Meus amigos não se assustaram, mas eu sim. Corri e pulei o muro do cemitério, cheguei em casa e acordei meu pai, contei tudo que sabia. Ele, um obreiro conceituado, orou muito por mim. Nesse dia aceitei Jesus novamente.

Meus dois amigos que estavam comigo no cemitério estão perdidos na vida, um se envolveu com o tráfico de drogas. E o outro pelo que soube ingressou num grupo de samba e faz uso extenso de cachaça.

Espero que este meu testemunho sirva de relato para todos aqueles que foram iludidos e seduzidos por estas obras do diabo.


COMO DISSEMOS, NADA A COMENTAR, TIREM SUAS PRÓPRIAS CONCLUSÕES.

A única coisa que podemos dizer é que, por mais que pareça, não foi um de nós que escreveu isso :p

Continue lendo >>

quinta-feira, 11 de junho de 2009

Twitter

Post ao estilo twitter. Twitter é bom porque posso fazer menos que num blog. Shaquille O'Neal escreve nele. O Splatter entrará no twiter(risos).

Continue lendo >>

  ©Movimento Cultural Splatter - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo